RESENHAS

RESENHA: Assovie que Virei

Oi pessoal!

A resenha de hoje é sobre o livro Assovie que virei – Histórias de Fantasmas ❤

No livro estão reunidos 5 pequenos contos, sendo eles: Corações Perdidos (Lost Hearts, 1895); O Freixo (The Ash-Tree, 1904); O Conde Magnus (Count Magnus, 1904); O Poço dos Gemidos (Wailing Well, 1928) e  Assovie que Virei (O Whistle, and I’ll Come to You, My Lad!, 1904).

Este livro foi traduzido pela Editora Penalux, e nos apresenta alguns dos contos de terror do autor M. R James. Foram com suas histórias de fantasmas que sua fama cresceu cada vez mais, sendo considerado um dos maiores escritores de horror da Literatura Universal.

22809943_1943111826014986_2061382537_n

“Com um poder quase diabólico para invocar sutilmente o horror em meio ao cotidiano e ao prosaico da vida, M. R James sobressai-se como um dos melhores autores da literatura sobrenatural, graças a seu método e estilo distintos, que, por certo, servirão de modelo para outros escritores inclinados ao Terror.

O autor aborda seus temas com um tom despreocupado e, muitas vezes coloquial. Em eventos corriqueiros, James introduz, cautelosa e paulatinamente, inquietantes fenômenos, aliviando a tensão com pinceladas realistas e prosaicas. Suas narrativas estão permeadas de um humor malicioso, com recortes e caracterizações muito convincentes.

Incorporando um novo tipo de fantasma, M. R. James se afasta consideravelmente da convencional tradição gótica. O tipo espectral criado por James é infernal,uma abominação noturna, algo entre o homem e a besta, cuja presença se nota mais pelo toque do que pela visão; em alguns momentos, chega a ser tão insólito quanto um rolo de flanela com os olhos de aranha.”

23666717_1955380191454816_1092166811_n

O meu conto favorito do livro Assovie que Virei, foi o conto O Poço dos Gemidos.

O conto começa falando de dois jovens chamados de Arthur Wilcox e Stanley Judkins, semelhantes na aparência e totalmente distintos nas suas personalidades. Wilcox era um jovem escoteiro que conseguia ganhar todos tipos de medalhas, diferente de Judkins, que não conseguia nenhuma e só atraia olhares diferentes das autoridades.

Numa manhã, durante o acampamento, Judkins e mais dois amigos estavam observando um determinado lugar, onde era proibido que os jovens fossem. Ficaram um tempo pensando no que seria aquele lugar, que parecia uma espécie de Bosque. Foi quando um Pastor chegou perto dos jovens.

Um dos amigos de Judkins, chamado Algernon, perguntou ao Pastor como se chamava e o que era aquele lugar? O Pastor disse que aquele lugar se chamava Poço dos Gemidos e que não havia nem homem nem ovelha que usasse aquele poço e que tinha acontecido algum mal tempos atrás, com três mulheres e um homem quando eles foram lá. Mesmo ouvindo tudo isso, Judkins diz que irá lá no Poço e pegará um pouco de água para fazer um chá. E quando anoitece, ele vai sozinho. A partir daí começa a preocupação de todos em encontrar o jovem Judkins.

O legal desse conto é que ele possui uma “moral da história”. Apesar de ser um livro de histórias de terror, é ao mesmo tempo leve, por ser contos curtos e por não ser tãoooo de terror.

22782329_1943111689348333_250467664_n

Onde comprar ↓

Livro: Assovie que Virei

Editora: Penalux

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s